No dia 18/06, a YG Entertainment revelou que Tablo deixou a diretoria da HIGHGRND, subsidiária agência e casa de artistas como Hyukoh, Code Kunst Millic. De acordo com a agência, outros profissionais assumirão a diretoria da subsidiária, que foi fundada pelo rapper em 2015. Após a revelação, o próprio rapper se pronunciou, dizendo que “apesar de estar deixando a diretoria da HIGHGRND, eu vou apoiar e ajudar os músicos como um artista veterano, com o coração mais leve”. 
No momento, Tablo está se focando no retorno do EPIK HIGH, trio de Hip-Hop do qual faz parte. 
Fonte: allkpop/Sarangingayo

Tablo (EPIK HIGH) deixa a diretoria da HIGHGRND

0 comentários

No dia 20/07 (fuso coreano), o rapper T.O.P, integrante do grupo BIGBANG, recebeu a confirmação de sua sentença por uso de maconha: dois anos de liberdade condicional, podendo ser preso por 10 meses caso infrinja a lei novamente. De acordo com o juiz, “o rapper cometeu uma infração que pode machucar um indivíduo tanto física quanto psicologicamente, assim como causar uma influência negativa na sociedade, então decidimos que T.O.P deveria ser severamente punido. O rapper, que é amado tanto nacional quanto internacionalmente, desapontou seus fãs e família que confiavam nele. Mas nós levamos em conta que ele está arrependido de suas falhas e prometeu não cometer o mesmo erro.”
Antes de entrar na sessão, T.O.P se desculpou em frente à mídia, dizendo: “não tenho nada mais a falar, a não ser que eu sinto muito” e que “eu vou aceitar ela toda [a decisão do juiz]. Eu vou usar como uma lição de vida e viver uma nova vida no futuro”. 
Se T.O.P decidir não entrar com um recurso contra a sentença, ele se torna elegível para um exame que decidirá se ele volta, ou não, a servir como integrante da força policial. Caso seja reprovado nesse exame, o ídolo terminará seu serviço militar obrigatório como um funcionário público.
Fonte: Kpop Herald/Sarangingayo

T.O.P recebe sentença definitiva por uso de maconha

0 comentários

O rapper Iron foi declarado culpado de todas as acusações. Originalmente, os promotores pediram a pena de um ano de prisão, mas a sentença definitiva foi fixada em 2 anos de liberdade condicional, 80 horas de serviço comunitário e 8 meses de prisão, caso o rapper volte a infringir a lei. O juiz do caso disse que: “a vítima foi severamente machucada, e o acusado ainda a ameaçou para não contar a verdade”. Como nenhum dos lados entrou com recurso, essa sentença é a definitiva.
O caso veio à tona em março, apesar da violência ter acontecido em 2016. De acordo com a acusação, Iron “socou o rosto da A [nome fictício da ex-namorada] com raiva”, pois ela não “ouviu suas demandas” enquanto faziam sexo. Ainda de acordo com a polícia, duas semanas depois, A decidiu se separar do rapper, que reagiu violentamente, chegando a estrangular, socar, esmagar o corpo e fraturar o dedo mindinho da mão de A. Ele ainda teria a ameaçado, ao usar uma faca de cozinha para se cortar e dizer que ela o tinha feito, caso ela reportasse o caso à polícia.
Fonte: allkpop/Sarangingayo

Iron é declarado culpado por abuso

0 comentários